Resistência

Cada leitura é um ato de resistência. De resistência a quê? A todas as contingências. Todas:

  • Sociais.
  • Profissionais.
  • Psicológicas.
  • Afetivas.
  • Climáticas.
  • Familiares.
  • Domésticas.
  • Gregárias.
  • Patológicas.
  • Pecuniárias.
  • Ideológicas.
  • Culturais.
  • Ou umbilicais.

Uma leitura bem levada salva-nos de tudo, inclusive de nós mesmos.
E, acima de tudo, lemos contra a morte.

resistência

. Daniel Pennac    em    Como um Romance .

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s